POLITICA de Navegação com Cookies

Ao navegar nesse sitem voce aceita que coletemos seus dados de Navegação para armazenarmos em cookies que usamos para melhorar sua Experiência de Navegação seus dados serão armazenados apenas no momento da sua Navegação na Pagina e não serão usados para nenhum outro fim, ao sair do site seus dados serão eliminados.

Aceito

Acontece na Cidade

Dia Municipal dos Imigrantes Búlgaros e Gagaúsos Bessarianos

Por: Ernesto Zambon
May 7, 2022, 9 a.m.

No dia 1º de maio, em alusão a data instituída por lei municipal de 2007, foram feitas celebrações em homenagem aos imigrantes búlgaros e gagaúsos bessarianos, no Parque Estadual Ilha Anchieta que contou com a seguinte programação: Lanche Comunitário, Missa Celebrada pelo Pe. Marcelo Ramos Thurmann, Caminhada ao antigo cemitério, homenagem às almas e um tour histórico pela ilha.
A partir de 1926, a Ilha Anchieta começou a receber 2 mil pessoas da Bulgária e da região que hoje se chama Gagauzia, dentre outros imigrantes oriundos do Leste Europeu, Os 2 mil imigrantes búlgaros que se estabeleceram na ilha, na falta de outro alimento, comeram mandioca brava e um grande número deles morreu e os demais se retiraram do lugar. Em apenas 100 dias, o fato de 151 pessoas perderem a vida é uma grande tragédia na história da imigração.
E para homenagear o sacrifício dos ancestrais, seus filhos e netos foram à ilha em setembro de 2014 e afixaram na Casa de arquivos a lista dos nomes dos imigrantes falecidos na tragédia.
Em Ubatuba foi instituid o “Dia municipal dos imigrantes búlgaros e gagaúzos bessarabianos”. A proposta, que estabelece o dia 18 de abril para lembrar a data no calendário municipal de eventos.
O escritor Jorge Cocicov escreveu obras literárias explicando o período em que se teve tal imigração e as dificuldades e injustiças que ocorreram na época, por exemplo, as 151 mortes na Ilha Anchieta, nas quais apenas dez eram pessoas adultas.
Estiveram presentes no acontecimento as seguintes autoridades e pessoas ligadas ao evento: Ana Lucia Wuo atual Gestora do PEIA, Sonia Dimov é a presidente da Associação Cultural do Povo Bulgaro no Brasil, José Walther Cardoso, Iara Ribeiro, cabo Rocha e sua esposa, junto com a gestora deram todo o suporte para essa memorável reverencia aos imigrantes falecidos na ilha.
Destacado também o apoio de segurança da guarnição da Policia Ambiental Marítima, da PM com sede no Saco da Ribeira que colaboraram com o evento.

Fotos: Ernesto Zambon