POLITICA de Navegação com Cookies

Ao navegar nesse sitem voce aceita que coletemos seus dados de Navegação para armazenarmos em cookies que usamos para melhorar sua Experiência de Navegação seus dados serão armazenados apenas no momento da sua Navegação na Pagina e não serão usados para nenhum outro fim, ao sair do site seus dados serão eliminados.

Aceito

Ilhabela

MEI terá custo zero para início das atividades em Ilhabela

Por: Redação
Jan. 6, 2022, 8 a.m.

Foi aprovado na última terça-feira (5/1), na Câmara Municipal de Ilhabela, o projeto de lei 81/2021, de autoria do Executivo Municipal, que prevê ao Microempreendedor Individual (MEI) custo zero para início imediato de suas atividades, com a dispensa de obtenção e renovação de Alvará de Licença de Funcionamento e Alvará Sanitária e do pagamento das respectivas taxas.
O Prefeito de Ilhabela Toninho Colucci declara que esta medida irá auxiliar no fomento à regularização dos microempreendedores da cidade, bem como a todo o desenvolvimento econômico da cidade. “Este foi um pedido dos vereadores e sem dúvidas irá estimular as pessoas a montarem seus negócios e gerarem renda para Ilhabela”.
O projeto visa adequar a legislação local do Código de Posturas Municipal e do Código Tributário Municipal, em consonância com a Lei Complementar 123/2006, do Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte.
Com efeito, a Lei Complementar previu a desoneração de custos para o MEI mediante isenção de taxas, emolumentos e outras cobranças relacionadas a abertura, a inscrição, ao registro, ao funcionamento, ao alvará, a licença, ao cadastro, as alterações e procedimentos de baixa e encerramento e demais relativos ao MEI, inclusive as relativas a fiscalização da vigilância sanitária.
Sendo assim, na prática, esta alteração proposta implicará na dispensa (inexigibilidade) de obtenção e renovação do Alvará de Licença e Funcionamento, Alvará Sanitário e vistoria prévia para o exercício das atividades como MEI. O MEI passará a ter isenção no pagamento das respectivas taxas discriminadas em dispositivo específico a ser inserido no Código Tributário Municipal.
Vale ressaltar que a dispensa não desobriga o MEI do cumprimento dos requisitos legais para o exercício da sua atividade, compreendidos, dentre outros, os aspectos sanitários, ambientais, tributários, de segurança pública, uso e ocupação do solo, atividades domiciliares e restrições ao uso de espaços públicos.
Já sancionada pelo Prefeito Toninho Colucci, a lei é válida a partir do dia 1° de janeiro de 2022.

 

Fonte: Prefeitura de Ilhabela