POLITICA de Navegação com Cookies

Ao navegar nesse sitem voce aceita que coletemos seus dados de Navegação para armazenarmos em cookies que usamos para melhorar sua Experiência de Navegação seus dados serão armazenados apenas no momento da sua Navegação na Pagina e não serão usados para nenhum outro fim, ao sair do site seus dados serão eliminados.

Aceito
Piquetes são instalados na Praia do Estaleiro para reforçar a segurança e proteção ambiental - Foto: Comunidade da Praia do Estaleiro do Padre
Piquetes são instalados na Praia do Estaleiro para reforçar a segurança e proteção ambiental - Foto: Comunidade da Praia do Estaleiro do Padre
Placas normativas são instalados na Praia do Estaleiro para reforçar a segurança e proteção ambiental - Foto: Comunidade da Praia do Estaleiro do Padre
Placas normativas são instalados na Praia do Estaleiro para reforçar a segurança e proteção ambiental - Foto: Comunidade da Praia do Estaleiro do Padre

Preservação Ambiental Segurança Pública

Piquetes são instalados na Praia do Estaleiro para reforçar a segurança e proteção ambiental

Placas informam as proibições aos frequentadores

Por: Melissa Schirmanoff
Nov. 18, 2021, 9 p.m.

Uma praia para relaxar, curtir a brisa do mar, fazer uma caminhada, apreciar uma linda paisagem e nadar tranquilamente em suas águas mansas. Com ampla faixa de areia e mar calmo que demora para afundar. Boa para curtir com a família, crianças e idosos ainda que distante do centro de Ubatuba, ao Norte. Totalmente cercada pela Mata Atlântica, de onde saem algumas nascentes e riachos que deságuam na praia. Um verdadeiro paraíso que, acredite, já foi pouco frequentada. Seu nome: praia do Estaleiro do Padre.

Nos finais de semana e durante toda a alta temporada, esse cenário tem sido afetado nos últimos anos pela super lotação de veículos estacionados na faixa de areia, em área de preservação ambiental, invadindo o jundu, ou ainda circulando em alta velocidade. Até rachas são praticados na faixa de areia além de condutores alcoolizados circulando em velocidade incompatível com o local colocando em risco principalmente a vida das crianças.

Na falta de espaço ou puro comodismo, comum já era ver carros praticamente imersos na beira do mar privando os banhistas de utilizar o espaço com segurança, carro trafegando na beira do mar para realização das famosas ‘selfies’ resultando em atolamento e liberação de produtos automotivos no mar, num claro atentado ao ambiente marinho.

Acampamentos, fogueira, churrasquinho, cachorros e ao final do dia muita sujeira deixada na areia que acaba sendo arrastada para o mar.

Insegurança e degradação do meio ambiente.

Esse cenário levou a comunidade local a procurar a administração pública para adotar ações que resultem efetivamente na preservação ambiental e da vida. Foi uma longa caminhada que através de um processo administrativo que tramita desde 2019 na Prefeitura Municipal de Ubatuba (PROCESSO SAU/11.323/20/19) permitiu que a partir de agora a utilização da praia seja normatizada, punindo quem a desrespeitar.

Foram instaladas em toda a praia do Estaleiro piquetes de eucalipto tratado delimitando a área de tráfego de veículos e estacionamento, deixando assim a faixa de areia livre para banhistas utilizarem com segurança para o lazer.

Os piquetes de eucalipto tratado foram doados por moradores, comerciantes e apoiadores da ação de preservação ambiental que contou com a parceria de iniciativa da Comunidade da praia do Estaleiro com apoio da Prefeitura de Ubatuba, Secretaria de Meio Ambiente e Secretaria de Trânsito, que desenvolveram juntas o projeto de Ordenamento do Estaleiro, visando organização e preservação, melhorando assim a qualidade de vida humana e marinha. 

Com a conclusão da instalação dos piquetes, a comunidade conta a partir de agora com a Fiscalização da Guarda Municipal e Polícia Militar que fará as autuações necessárias a quem descumprir as normas.

A Comunidade da praia do Estaleiro espera agora que o cenário degradante de outrora de espaço ao respeito ao meio ambiente e marinho, à comunidade tradicional e à segurança de todos que quiserem desfrutar da natureza.

Placas alertando para as proibições já foram instaladas e a Comunidade iniciou a divulgação em sua rede social mas sabe que a conscientização é algo a conquistar. Animados e esperançosos, a Comunidade que, unida, se prontifica a fazer uma campanha de educação dos frequentadores se manifesta ao divulgar a novidade:

“Certos de que grandes mudanças muitas vezes não agradam a todos, estamos cientes que este começo de adaptação será de muita instrução e reeducação, mas estamos prontos e com muita energia para fazer nossa parte de informar e transformar esta praia em um lugar mais agradável e preservado para que esta e gerações futuras possam usufruir deste pedacinho do paraíso com qualidade.

Quem realmente gosta deste lugar vai entender que estas mudanças se fizeram necessárias e só trarão benefícios a todos os envolvidos.

Ressaltamos que o estacionamento na praia continua GRATUITO e que há estacionamentos particulares pagos, algo que ocorre em todas as outras praias de UBATUBA, sendo assim fica a critério de cada um, escolher onde irá estacionar seu veículo dentro dos espaços permitidos, sem invadir a mata e respeitando o regramento imposto pela Secretaria de Trânsito.

Vale ressaltar que o movimento das marés deve ser observado, pois a mesma quando alta, reduz ou elimina toda a possibilidade de estacionamento na faixa de areia. Não corra o risco de danificar seu veículo, e evite transitar ou estacionar na faixa de areia nestes períodos de maré cheia.

Por fim e não menos importante, vale lembrar que as leis Municipais, Estaduais e Federais se aplicam aqui assim como em toda cidade de Ubatuba e Litoral do Brasil”.

PROIBIDO EM ÁREA DE PRAIA

-JOGAR LIXO (Lei 9605/98, Lei Municipal n°1027/99 e Lei Federal: 12651/12)

-SOM ALTO (Lei Municipal n°4357/2020 com multas de até 10 mil reais e caso de desrespeito)

-CHURRASCO (Decreto Estadual n°52.388 de 13/02/70 e Lei Municipal n° 1.360 de 27/05/94)

-ANIMAIS DOMÉSTICOS (Lei Municipal n°1027/99)

-ACAMPAMENTO SELVAGEM (Decreto Estadual n°52.388 de 13/02/70 e Lei Municipal n°1360 de 27/05/94)

-FOGUEIRA (Lei federal n°477/65)

-INVADIR O JUNDU (Resolução n°303/02 - Crime ambiental gravíssimo)

Por favor nos ajudem a preservar este lugar e desfrutem deste paraíso de forma consciente e com responsabilidade.

Sejam muito bem-vindos à nova Praia do Estaleiro do Padre!