POLITICA de Navegação com Cookies

Ao navegar nesse sitem voce aceita que coletemos seus dados de Navegação para armazenarmos em cookies que usamos para melhorar sua Experiência de Navegação seus dados serão armazenados apenas no momento da sua Navegação na Pagina e não serão usados para nenhum outro fim, ao sair do site seus dados serão eliminados.

Aceito
Secretaria de Saúde apresenta funcionamento do SUS a vereadores de Ubatuba - Foto: Divulgação
Secretaria de Saúde de Ubatuba, Sheila da Silveira Barbosa apresenta funcionamento do SUS a vereadores - Foto: Divulgação

Saúde Pública

Secretaria de Saúde apresenta funcionamento do SUS a vereadores de Ubatuba

Princípios, organização e financiamento foram pontos abordados

Por: Redação
Oct. 8, 2021, 1 p.m.

As leis que regem o Sistema Único de Saúde (SUS), seus princípios (universalidade, equidade e integralidade nos serviços e ações de saúde), seus desafios organizativos e de financiamento e a política pública de saúde: estes foram alguns dos pontos da palestra realizada pela secretária de Saúde de Ubatuba, Sheila da Silveira Barbosa, na Câmara Municipal de Ubatuba na quinta-feira, 7.

A atividade foi uma iniciativa da Comissão de Administração e Políticas Públicas, presidida pelo vereador Ita. Na apresentação, a secretária de Saúde lembrou que, conforme determina a Constituição Federal (CF) de 1988, que instituiu o SUS, “a saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação.”  (artigo 196 da CF).

Um dos pontos de destaque foi a busca de equidade, com o desenvolvimento de estratégias de redução substantiva das desigualdades no município. “Populações e grupos em situação de vulnerabilidade geralmente são invisibilizados, têm os piores índices de saúde, sofrem exclusão e têm dificuldade de acessar direitos, a começar pela saúde. Por isso é necessário pensar ações para chegar até eles”, enfatizou Barbosa.

Outro aspecto que foi explicado é a organização do SUS em níveis administrativos e hierárquicos, com financiamento compartilhado entre as diferentes esferas - união, estados e municípios, a ênfase na Atenção Básica e nas atividades de prevenção de doenças e a participação da comunidade por meio de conselhos que reúnem governo, prestadores de serviços e sociedade civil.

Alguns exemplos de atividades que também integram as ações do SUS: Vigilância Epidemiológica a doenças transmissíveis, Vigilância Sanitária e Ambiental, capacitação dos profissionais de saúde, desenvolvimento, aquisição e distribuição de insumos como vacinas e derivados de sangue, o saneamento básico, a gestão do sistema de registro de dados estatísticos sobre atividades como vacinação, agravos, causas de mortalidade, entre outros.

O financiamento do SUS e a relação entre a Prefeitura de Ubatuba e a Santa Casa foram duas questões levantadas pelo vereador Jorge Ribeiro para mais esclarecimentos. A secretária de Saúde explicou que, há cerca de dois anos, o financiamento passou a ser por cadastro válido e ações dentro do serviço de saúde no município. “Não temos hoje 100% da população cadastrada aqui. Há muitas pessoas que passaram a viver em Ubatuba com a pandemia, porém ainda passam por serviço médico em outro município e o recurso do SUS acaba indo para essa outra cidade. Por isso é importante cadastrar-se no seu posto de saúde para que as verbas referentes à atenção primária à saúde sejam corretamente destinadas, lembrando que o recurso federal cobre apenas 60% dos gastos do setor”, afirmou.

Em relação à Santa Casa, a secretária destacou que sem o aporte financeiro que a Prefeitura faz o único hospital da cidade não conseguiria se manter. Mensalmente, são repassados cerca de R$ 2 milhões pela Prefeitura como pagamento aos diversos serviços hospitalares prestados ao município. “Todas as Santas Casa do Brasil têm um histórico de filantropia e necessitam de apoio governamental para seu funcionamento. Buscamos uma unidade na questão da saúde, sem separar a Santa de Casa dos demais equipamentos de saúde, para cumprir os princípios do SUS e manter a integralidade, a universalidade e a equidade para os munícipes”, agregou.

 

Confira a apresentação integral feita pela secretária de Saúde na página da Prefeitura de Ubatuba ou no Youtube em https://www.youtube.com/watch?v=RDDxmNVUAgM

 

Fonte: Secretaria de Comunicação - PMU