Frota 100% elétrica da GCM de São José em foto tirada antes da pandemia da covid-19: iniciativa pioneira virou referência e modelo e será implementada na capital paulista. - Foto: Claudio Vieira/PMSJC

São José dos Campos

Frota elétrica da GCM de São José será replicada em São Paulo

Por: Redação
Sept. 10, 2021, 7 a.m.

 

Três anos após sua implantação, a frota 100% elétrica da GCM (Guarda Civil Municipal) de São José dos Campos continua sendo referência para forças de segurança de capitais e grandes cidades de São Paulo e do Brasil. Na quinta-feira (9), uma comitiva da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo veio à cidade para conhecer as 30 viaturas, que geraram economia de R$ 2,5 milhões aos cofres públicos e significativos ganhos ambientais.
Segundo a comandante superintendente de Planejamento da Guarda Civil Metropolitana da capital paulista, Patrícia Lawrence Alencar da Silva Pinto, a ideia é implementar o modelo na corporação, após a realização de um estudo de viabilidade técnica.
"São José está de parabéns por esta modernização e desenvolvimento tecnológico, que são questões que prezamos na Guarda Civil Metropolitana de São Paulo. Viemos conhecer a frota elétrica e pretendemos adotar esta iniciativa, de forma gradual em razão das peculiaridades da metrópole", afirmou Patrícia Pinto.
"É muito importante a utilização da frota de veículos elétricos em um momento em que a sustentabilidade e a educação ambiental norteiam nossas ações, visando o bem-estar social e garantindo a saúde do cidadão", completou.
CSI
A comandante superintendente e os demais representantes da comitiva dos guardas civis metropolitanos também conheceram as instalações da GCM de São José e visitaram o CSI (Centro de Segurança e Inteligência).
"Este trabalho de monitoramento integrado do CSI é espetacular, principalmente quando o manejo é feito pelos agentes no controle das ações e não apenas visualizam as imagens das câmeras", disse Patrícia Pinto.
Segundo ela, a visita ao CSI foi fundamental e muito válida para conhecer tecnologias e iniciativas que poderão ser replicadas na capital, como o sistema integrado, câmeras com reconhecimento facial e a leitura de placas de veículos.
"Nosso monitoramento na capital visa a reativação do sistema com câmeras speed dome e OCR com reconhecimento facial e de placas de veículos, pois atualmente trabalhamos com um programa denominado City Câmeras, com parcerias com a iniciativa privada".

Referência tecnológica
O CSI conta com mil novas câmeras inteligentes espalhadas por toda a cidade. Implantado em 6 de abril último, transformou-se em referência nacional em videomonitoramento e já recebeu visitas de 41 grupos de forças de segurança, autoridades políticas e lideranças comunitárias da RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba, Litoral Norte e Serra da Mantiqueira), de São Paulo e de outros estados brasileiros.
A Prefeitura disponibilizou minicentrais para as forças de segurança instalarem em suas sedes, o que permite o monitoramento das imagens em tempo real e o acesso ao armazenamento das gravações. Esta ação integrada tem contribuído para garantir mais agilidade e eficiência nas investigações e soluções de homicídios, furtos e roubos de veículos, entre outros crimes.
A implantação do CSI com a instalação das novas câmeras integra o Plano de Gestão 2021-2024 e as ações do programa São José Unida, que tem como objetivo evitar a violência e reduzir os índices de criminalidade, o que tem acontecido de forma constante e progressiva desde 2019.

Fonte: Prefeitura de São José dos Campos