Parque Tecnológico de São José dos Campos vai receber projeto piloto para desenvolvimento, testes e validação da nova tecnologia 5G. - Foto: Adenir Britto /PMSJC

São José dos Campos

Parque Tecnológico de São José dos Campos participa do desenvolvimento do 5G

Por: Redação
Sept. 9, 2021, 7 a.m.

 

O Parque Tecnológicos de São José dos Campos vai funcionar como um laboratório de desenvolvimento, testes e validações em soluções que envolvem a tecnologia 5G, em processo de implantação no Brasil.
A participação do Parque no projeto piloto de implantação do 5G projeta novamente São José dos Campos como protagonista nos processos que envolvem alta tecnologia e soluções inovadoras para o País.
A tecnologia 5G é a quinta geração de internet móvel e permitirá a interconexão de equipamentos e dispositivos, possibilitando o acesso a produtos inovadores e utilidades domésticas desenvolvendo a chamada Internet das Coisas (IoT).
O 5G possibilitará um melhor tempo de processamento de downloads e uploads, uma maior velocidade na transferência de dados por segundo e uma economia de até 90% no consumo de energia.
De acordo com o Ministério das Comunicações, até o fim deste ano deverão ser implantados 20 pilotos em todo o país. A expectativa é que todas as capitais brasileiras tenham internet 5G até julho do ano que vem e que todos os brasileiros tenham acesso à internet até 2028.
Para a implementação do 5G no Brasil, será feito leilão das frequências de operação da nova geração de internet móvel.

Cooperação
Para implantação do projeto piloto no Parque Tecnológico foi feita uma parceria com as empresas empresas Ericsson, Claro e Embratel.
Também será viabilizado um espaço físico dentro do complexo para testes e desenvolvimento das soluções tecnológicas com base na nova tecnologia.
Os segmentos indústria 4.0, agronegócio, saúde, smart city e educação serão os principais focos do projeto, que vai reunir empresas e instituições associadas ou não ao Parque interessadas em participar do desenvolvimento.
O local rodará na frequência 3,5GHz, usando 5G Standalone, a partir de licença científica concedida pela Anatel à Claro, para fins de uso experimental. No caso da Ericsson, a companhia será responsável por toda a infraestrutura 5G que será instalada, incluindo equipamentos de acesso móvel e entrega da solução de Core 5G.
Já a Embratel realizará a integração das tecnologias desenvolvidas, ofertará as soluções para levar evolução digital aos segmentos da economia determinados e atuará na avaliação e atração, junto com o Parque Tecnológico, de novas parcerias estratégicas com companhias e startups.
Criado em 2006, o Parque Tecnológico é um projeto da Prefeitura de São José dos Campos e já recebeu mais de R$ 1 bilhão de investimentos públicos e privados.
Foi criado para ser protagonista no desenvolvimento da região e do país e atua como grande articulador para a criação de novas tecnologias, novos produtos e novos processos.
O complexo de inovação e empreendedorismo gera 1.700 postos de trabalho diretos e conta com mais de 300 empresas e instituições vinculadas.

Fonte: Prefeitura de São José dos Campos