Paço Municipal é um dos prédios públicos que será abastecido por energia verde em São José dos Campos. - Foto: Claudio Vieira/PMSJC

São José dos Campos

São José de olho no futuro com fontes de energia sustentáveis

Por: Redação
July 22, 2021, 7 a.m.

 

A Prefeitura de São José dos Campos deve concluir em breve o processo para iniciar a construção de uma usina solar fotovoltaica que vai abastecer cerca de 30% dos prédios públicos no município.
De acordo com o edital, a empresa vencedora terá cerca de 12 meses a contar da ordem de serviço para iniciar a operação e fornecimento da energia verde.
Além de incentivar o uso de energia renovável, a nova matriz energética vai gerar economia aos cofres públicos.
A estimativa da prefeitura é que com a implantação da usina solar fotovoltaica possa se gerar uma economia de cerca de 25% nas contas de energia. Atualmente, o município gasta R$ 0,63 de tarifa por kWh e com a implantação da usina esse custo deve cair para R$ 0,47 por kWh.
A previsão é que sejam investidos pela empresa um total de R$ 12,7 milhões para construção e início da operação dos serviços. A usina fotovoltaica terá capacidade para gerar até 4.730 MWh por ano.
A contratação está sendo feita por meio de uma concessão, pela qual a Prefeitura fará uma contraprestação para remuneração da empresa. O contrato de concessão será de 26 anos com previsão de investimentos que chegam a R$ 53,3 milhões nesse período.
O certame licitatório contou com a apresentação de proposta pela empresa Cápua Projetos e Construções Ltda. O processo está agora em fase recursal.
A contratação de energia verde para abastecer prédios públicos, além da Linha Verde, é um dos 10 projetos que integram o PPI (Programa de Parcerias de Investimentos) lançado no início do ano.

Lei Orgânica
Além da construção da usina fotovoltaica, São José dos Campos também pretende consumir energia sustentável através da aquisição em ACL (Ambiente de Contratação Livre). O edital para contratação da energia verde nessa modalidade será lançado em breve.
A Prefeitura também encaminhou projeto de lei à Câmara para alterar a Lei Orgânica do Município, com o objetivo de permitir a mudança da matriz energética.
Seguindo tendências mundiais, o município estuda usar geradores movidos a gás natural para atender o abastecimento de energia e se preparar para eventuais crises de racionamento provocadas por mudanças climáticas.
Nos últimos anos, o município tem se tornado referência em sustentabilidade e respeito ao meio ambiente. A frota da Guarda Municipal é composta 100% por veículos elétricos, assim como a Linha Verde que será servida por veículos com propulsão elétrica e um corredor sustentável de transporte público.
A cidade já tem 100% de sua iluminação pública com luminárias de LED, o que reduziu a conta de energia em mais de 40%.
Pelo segundo ano consecutivo, São José dos Campos foi anunciada como uma das três cidades brasileiras mais arborizadas do país, segundo o programa Cidades Árvores do Mundo.

Fonte: Prefeitura de São José dos Campos