- Foto: Divulgação

Prevenção

Ubatuba é contemplada com programa "Educação Viária é Vital”

Iniciativa desenvolve ações focadas em segurança no trânsito através de ações integradas aos currículos escolares

Por: Redação
July 22, 2021, 7 a.m.

 

Ubatuba é uma das cidades que será beneficiada com a 6ª edição do programa "Educação Viária é Vital”, promovida em parceria com o Departamento estadual de Trânsito de São Paulo – Detran/SP e a Fundación MAFRE.
A iniciativa desenvolve ações focadas em segurança para o trânsito por meio de ações integradas aos currículos escolares e envolve tanto professores como alunos.
A formalização do município como integrante do programa foi assinada durante cerimônia realizada em São Paulo na terça-feira, 20, no auditório da sede do Detran.
A previsão é que, desde a assinatura do último convênio em 2019 (que vai até este ano), o programa capacite 2.160 professores e alcance mais de 75 mil alunos no Estado. Desde 2015, quando teve início a primeira parceria, mais de 2.800 professores já foram capacitados, em 657 instituições de ensino de 17 cidades do Estado de São Paulo.

Na prática
De acordo com o Detran/SP, a missão do "Educação Viária é Vital” é reduzir os índices de acidentes de trânsito por meio de ações educativas que primem pela adoção de comportamentos básicos para um deslocamento seguro, de maneira que crianças e adolescentes possam adquirir hábitos que contribuam para a formação de cidadãos mais atentos, conscientes e respeitosos em relação à segurança viária.
Para promover a formação, são cedidos materiais didáticos de apoio e orientação para a elaboração de projetos escolares a serem desenvolvidos pelos educadores em conjunto com os alunos.
Ao final de cada ano, a Fundação Mapfre promove o Encontro Nacional do Programa, onde há a apresentação dos Projetos de Destaque de cada município participante e que concorrem a uma premiação.

Objetivos
O programa se propõe a:
•  Envolver os alunos em observação, análise e crítica das condições de circulação dentro da escola, na comunidade do entorno (bairro) e na cidade;
•  Promover ações solidárias, participativas e responsáveis entre os alunos envolvidos, que incentivem a circulação segura e harmoniosa dentro e fora da escola;
•  Favorecer a adoção de hábitos e atitudes seguras e solidárias na circulação destes alunos nos espaços da escola, da comunidade e na cidade;
•  Dar visibilidade a projetos escolares que se destaquem na implementação de ações educativas sobre a circulação viária.

Fonte: Secretaria de Comunicação / PMU