Abrigo Viva Masculino; profissionais que atuam nos abrigos usarão durante todo o mês de janeiro um laço branco nos uniformes, simbolizando o comprometimento com o tema, junto aos acolhidos - Foto: Divulgação

São José dos Campos

Prefeitura de São José realiza ações sobre saúde mental dentro de abrigos

Por: Redação
Jan. 12, 2021, 7 a.m.

 

Zelar pelo bem-estar de quem vive acolhido nos abrigos municipais para população de rua já faz parte da rotina dos profissionais. Para reforçar esse cuidado, sobretudo em tempos de pandemia, a Prefeitura de São José dos Campos vai promover a partir desta quarta-feira (13) diversas ações com foco na saúde mental. O intuito é alertar os acolhidos sobre a importância de cuidar das emoções, propiciar atividades em grupo sobre o tema, além de orientar para a prevenção e tratamento.
As atividades integram as ações do município pelo Janeiro Branco, iniciativa nacional que tem por finalidade prevenir o adoecimento emocional da população e serão coordenadas por psicólogos e assistentes sociais dos próprios abrigos, profissionais da Secretaria de Saúde, além de parceiros como os estudantes de medicina da Faculdade Humanitas de São José dos Campos.
Ao todo, mais de 280 pessoas que vivem nos abrigos masculinos, feminino e LGBT, de Atividade de Vida Diária (AVD) e de família e indivíduos serão contempladas pelas ações previstas para o mês. Aqueles que passarem pelo Centro Pop no dia 22 de janeiro também receberão orientações.
Todas as atividades realizadas seguirão os protocolos de distanciamento e higienização definidos pelos órgãos de saúde.

De branco
Para reforçar a importância das ações, os profissionais que atuam nos abrigos usarão durante todo o mês de janeiro um laço branco nos uniformes, simbolizando o comprometimento com o tema, junto aos acolhidos.

População de rua
Transtornos mentais, dependência química e a depressão são algumas das patologias mais presentes nas pessoas que vivem em situação de rua em São José dos Campos.
Nos últimos 4 anos, 291 pessoas que viviam nos abrigos e/ou em situação de rua foram encaminhadas para tratamento da dependência química em comunidades terapêuticas.
Aqueles que apresentam transtornos mensais são encaminhados para tratamento na rede de saúde municipal.

Serviço
Todos os abrigos de população de rua de São José dos Campos contam com equipe completa composta por psicólogos, assistentes e educadores sociais para atuar no cuidado e proteção deste público.
Mesmo quando adquirem autonomia e passam a receber auxílio-moradia para alugar a própria casa, os assistidos continuam sendo acompanhados pelos profissionais, tudo para auxilia-los na nova vida e minimizar a possibilidade de retorno a condição de rua.

Fonte: Prefeitura de São José dos Campos