Ilhabela

Contrato com empresa responsável pela construção do Hospital de Campanha em Ilhabela é suspenso pela nova gestão

Por: Redação
Jan. 9, 2021, 7 a.m.

 

Na primeira semana de mandato, o prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci suspendeu por tempo indeterminado, o contrato com a empresa responsável pela montagem e locação da estrutura do Hospital de Campanha e como consequência direta, a foi paralisada.

O contrato havia sido firmado no ano passado pela gestão anterior.

De acordo com o Prefeito, a decisão não irá afetar o atendimento à população e deve economizar cerca de um milhão de reais ao município. “Já estamos trabalhando na readaptação de um prédio público, que atenderá a população disponibilizando mais leitos que o previsto pela administração anterior e ainda controlando os gastos públicos com responsabilidade e experiência de gestão pública”, disse.

 

Hospital de Campanha não atenderia pacientes com Covid

 

O hospital de campanha estava sendo montado desde o dia 10 de dezembro no estacionamento do Hospital Mário Covas para atender pacientes não Covid: pacientes que sofreram fraturas, acidentes de trânsito, afogamentos, quedas em cachoeiras e outras situações, segundo explicou à época o ex-secretário de Saúde do município.

O local previa capacidade total de 46 leitos, mas inicialmente a estrutura contaria apenas com 20 leitos e a sua capacidade seria aumentada conforme a demanda.

Com os leitos disponibilizados no Hospital de Campanha, o município ampliaria a capacidade de atendimento para pacientes diagnosticados com a covid, no Hospital Mário Covas, que passaria a contar com 25 leitos intermediários e cinco leitos de UTI.