Monitoramento ambiental

Instituto Argonauta e Aquário de Ubatuba emitem a 25ª edição do Boletim do Lixo no Litoral Norte

O Boletim do Lixo foi desenvolvido pelo Instituto Argonauta, em parceria com o Aquário de Ubatuba, com o objetivo de informar mensalmente a situação das praias do litoral Norte de São Paulo com relação à presença de lixo.

Por: Redação
Jan. 9, 2021, 7 a.m.

Assim, foram determinadas quatro categorias (metodologia proposta por Earll et al., 2000(1), adaptada para nossa região) as quais: Ausente: não há evidência de lixo; Traço: predominantemente ausente, com a presença de alguns itens espalhados; Inaceitável: amplamente distribuído com algumas acumulações; Caótico: pesadamente contaminado com várias acumulações.

Em novembro de 2020 foram monitoradas 132 praias do litoral Norte de São Paulo, sendo 57 em Ubatuba, 15 em Caraguatatuba, 31 em São Sebastião e 29 na Ilhabela.

Ao longo do período, em 96 praias do litoral norte (72,7%) continham alguma evidência de lixo e foram classificadas na categoria “Traço”, seguido do “Ausente” (20,5 %) e 6,8 % que se classificaram como inaceitável. De acordo com a média mensal, nenhuma praia foi classificada como “Caótico”.

Ao longo do mês, em Ubatuba, foram realizados 1650 registros, 73,5% classificados como “Traço”, seguido do “Ausente” (19,9%), Inaceitável” (5,8%) e “Caótico” (0,7%). Em Caraguatatuba, de 450 registros, 55,6% foram classificados como “Traço”, seguido do “Inaceitável” (39,3%), “Caótico” (4,7%) e “Ausente” (0,4%). Em São Sebastião, de 930 registros, 47,6% foram classificados como “Traço”, seguido de “Ausente” (46,9%) e 5,5% inaceitável. Em Ilhabela, de 868 registros, 62,7% indicaram a categoria “Traço”, seguido de “Ausente” (36,4%) e “Inaceitável” 0,9%. Situações classificadas como “Caótico” foram registradas pontualmente neste mês em Ubatuba e Caraguatatuba.

Neste mês, as situações classificadas como “Caótico” foram registradas somente nos municípios de Ubatuba e Caraguatatuba, onde após períodos de chuva e em meio a uma grande quantidade de matéria orgânica foram encontrados diversos resíduos, principalmente fragmentos de plástico, além de outros como, embalagens, itens descartáveis, e que devem ser levados em consideração na análise, pois uma vez que retornem ao mar continuarão como ameaça à vida marinha. Exemplos destas situações no mês de setembro podem ser visualizado  nas fotos.

Devido às medidas preventivas decretadas para pandemia (COVID-19) e, reforçando a segurança com a equipe, a partir do dia 25/03/2020 a coleta dos resíduos sólidos ficou suspensa, no entanto a avaliação do grau de contaminação da praia (ausente, traços, inaceitável e caótico) continua como de costume.

O boletim do lixo pode ser acessado na íntegra pelo site da instituição: https://institutoargonauta.org/publicacoes/

O Aquário de Ubatuba, o Instituto Argonauta e o Projeto Tamar foram as primeiras instituições a trabalhar na problemática do lixo marinho no Brasil e na região do Litoral Norte.

 

Sobre o Instituto Argonauta

O @institutoargonauta foi fundado em 1998 pela Diretoria do Aquário de Ubatuba e reconhecido em 2007 como OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público). O Instituto tem como objetivo a conservação do Meio Ambiente, em especial a conservação dos ecossistemas costeiros e marinhos. Para isso, apoia e desenvolve projetos de pesquisa, resgate e reabilitação da fauna marinha, educação ambiental e resíduos sólidos no ambiente marinho, dentre outras atividades. O Instituto Argonauta também é uma das instituições executoras do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS).

 

Seja um Argonauta!

Para acionar o serviço de resgate de mamíferos, tartarugas e aves marinhas, vivos debilitados ou mortos, entre em contato pelos telefones 0800-642-3341 ou diretamente para o Instituto Argonauta: (12) 3833.4863 – 3833.5789/ (12) 3834.1382 (Aquário de Ubatuba)/ (12) 3833.5753/ (12) 99705.6506 e (12) 99785.3615 – WhatsApp. Também é possível baixar gratuitamente o aplicativo Argonauta, disponível para os sistemas operacionais iOS (APP Store) e Android (Play Store). No aplicativo, o internauta pode informar ocorrências de animais marinhos debilitados ou mortos em sua região, bem como informar ainda problemas ambientais nas praias, para que a equipe do Argonauta encaminhe a denúncia para os órgãos competentes.

A base do Instituto está situada na Tv. Baitacas, nº 20, bairro Perequê-Açu, Ubatuba/SP – CEP 11680-000.

Conheça mais sobre o nosso trabalho em: www.institutoargonauta.org, www.facebook.com/InstitutoArgonauta/ e Instagram: @institutoargonauta

 

Sobre o Aquário de Ubatuba

É o primeiro privado do Brasil aberto à visitação do público e pioneiro no conceito de educação ambiental por meio do contato direto com animais. Destaca-se no país pelos projetos e realizações ao longo de 24 anos, completados em fevereiro deste ano e foi o primeiro Aquário a ter elasmobrânquios sob cuidados humanos, um tanque de águas vivas e um tanque de contato no Brasil. A instituição, ainda, possui certificado de bem-estar animal emitido pela Associação dos Zoológicos e Aquários do Brasil (AZAB) em parceria com a Wild Welfare Worldwide e é premiada e reconhecida por iniciativas práticas de conservação e por ter sido a primeira em colocar em exercício iniciativas sustentáveis. Atende, gratuitamente, estudantes de escolas públicas da cidade mediante capacitação de professores. O Aquário de Ubatuba está funcionando mediante um rigoroso protocolo de higiene, ainda mais restritivo do que as recomendações dos órgãos de saúde, das 10h às 18h em dias chuvosos e das 13h às 21h em dias sem chuva.

O endereço é Rua Guarani, 859, Itaguá, Ubatuba/SP e telefone para contato (12) 3834-1382.

Conheça mais sobre o Aquário em: aquariodeubatuba.com.br, Aquário de Ubatuba e Instagram: @aquariodeubatubaoficial