Ilhabela

Equipe da Secretaria de Saúde se reúne com representantes religiosos para alinhar a prevenção contra a Covid-19

Por: Redação
July 7, 2020, 7 a.m.

A equipe da Secretaria de Saúde de Ilhabela, através da Atenção Primária à Saúde e o Núcleo de Educação em Saúde, esteve em reunião com os líderes religiosos na sexta-feira, 3, para delinear as ações de promoção à saúde e prevenção da doença Covid-19.
No encontro estavam presentes 19 representantes das igrejas Católica, Evangélica, Espírita e Afro-brasileira no município, e que são instituições compostas por narrativas históricas, símbolos e tradições que se destinam a dar sentido à vida, a explicar sua origem e a do universo.
A Portaria Nº 003, de 22 de junho de 2020, foi apresentada e discutida que em seus artigos evidenciam:
Artigo 3º – A partir do dia 26/06/2020, fica permitida a celebração de missas e cultos religiosos, com a presença dos fiéis, conforme as seguintes orientações:
Os bancos e assentos deverão ser ocupados por no máximo 02 (duas) pessoas, exceto quando forem da mesma família;
Os bancos e assentos deverão ser intercalados, sendo que os fiéis deverão ocupar lugares previstos e demarcados, obedecendo o distanciamento mínimo de 1,5 m;
    Todos deverão manter as regras de distanciamento e higiene impostas, no que couber, pelo Decreto Municipal nº 8.116/2020.
Artigo 4º – Recomenda-se, quando possível, a ampliação de horários para celebração de missas e cultos;
Artigo 5º – Ao término das celebrações os fiéis deverão evitar aglomerações do lado externo dos templos, dirigindo-se imediatamente para suas residências;
Artigo 6º – É obrigatório o uso de máscaras durante as celebrações.
“Essas conduções, das parcerias institucionais, têm nos ajudado a prevenir a disseminação e propagação do coronavírus nesses tempos de pandemia”, comentou o secretário de saúde Gustavo Barboni.
O papel da religião na promoção da saúde e reabilitação de pessoas evidencia uma pluralidade de temas e abordagens. Também a visão do papel da religião não é comum/ e sim, múltipla e diversa. Em relação à promoção da saúde destacam-se alguns aspectos que a prática religiosa pode contribuir: a melhora da saúde física e da saúde mental de pessoas e o aumento da qualidade de vida e do bem-estar comunitário.
Segundo a pedagoga do Núcleo de Educação em Saúde, Lillian Dias, “Muitas igrejas vêm desempenhando ações de prevenção e de reabilitação, por meio de atividades de caráter social, educativo, profissionalizante, de inclusão no mercado de trabalho. ”
A recuperação da saúde, em especial da saúde mental, é um ponto de extrema relevância que dão ênfase ao fator protetivo da religião, esse papel da religião é considerado como de apoio eficaz na vivência de situações adversas, de interferência positiva no ambiente e de colaboração às pessoas.
Para o coordenador da Atenção Básica, Antonio Galante, “A parceria da Saúde e Religião está relacionada com efeitos benéficos para pessoas que estão em recuperação de doenças físicas e mentais, e a importância da religião tem sua relevância no suporte de promoção emocional, instrumental e informativo para a saúde”.

Fonte: Prefeitura de Ilhabela