- Foto: Divulgação / PMC

Caraguatatuba

CAPS presta atendimento aos pacientes durante pandemia de Covid-19

Por: Redação
June 25, 2020, 7 a.m.

 

A pandemia do novo coronavírus teve um grande impacto na saúde mental das pessoas. É uma doença que não tem cura, os cientistas correm contra o tempo para desenvolver uma vacina eficaz, não há medicamentos específicos e os médicos também estudam qual o melhor protocolo, caso a caso. Não é, à toa, que sentimentos como angústia, temor, pânico e tristeza tenham sido desencadeados ou agravados.
“Aumentou o número de pacientes sofrendo com ansiedade e medo. A maioria é porque perdeu o emprego ou a fonte de renda ou pelo isolamento social. Temos atendido uma média de quatro pessoas, por dia, a mais, no Caps II (Centro de Atenção Psicossocial de Caraguatatuba, no Sumaré). As pessoas também estão bebendo mais. Essas são encaminhadas para o Caps Álcool e Drogas, no Perequê-Mirim”, contou Cecília Piauí de Oliveira coordenadora Caps II.
Desde que foi inaugurado pelo prefeito Aguilar Junior, em junho de 2019, o CAPS II presta atendimento aos munícipes com transtornos mentais severos e persistentes e depressões graves, a fim de realizar o acompanhamento e a reinserção psicossocial dos usuários pelo acesso ao trabalho, lazer, exercício dos direitos civis e fortalecimento dos laços familiares e comunitários. O equipamento tem cadastrado 1.500 pacientes e faz atendimentos de 178 pessoas, de três a cinco vezes, por semana.
Diante da Covid-19, o CAPS II buscou se adequar, a fim de cumprir as exigências estabelecidas por meio de decreto estadual, seguindo cuidados e medidas para evitar tanto a exposição quanto a contaminação de servidores e pacientes pelo vírus.
“Nesse momento de pandemia, reduzimos nosso atendimento de 8h às 14h. Mas estamos mantendo o vínculo com cada paciente. Ligamos para todos como objetivo de checar sua saúde física e mental e aplicamos técnicas terapêuticas durante o telefonema. Quando é necessário, fazemos visitas ou marcamos para a pessoa vir até a nossa sede. Os medicamentos são levados em casa e monitoramos se estão sendo usados de forma correta. Também mantemos um grupo de whatsapp da família com dicas e orientações, além de corrigimos sempre as falsas notícias sobre o novo coronavírus, mostrando fontes confiáveis”, explicou a Cecília.
É importante frisar que a unidade continua aberta para acolhimento, escuta qualificada e encaminhamento para os equipamentos elegíveis, segundo a necessidade de cada paciente. Para isso o CAPS II conta com uma equipe de profissionais de Serviço Social, Terapia Ocupacional, Educação Física, Psicologia e Medicina. “Temos que cuidar do sofrimento das pessoas para que este não provoque atitudes extremas (suicídio)”, destacou a coordenadora.
Serviço – CAPS II fica situado à Avenida Siqueira Campos, 503, bairro Sumaré. Telefone: 3883-9081.

Fonte: Prefeitura Municipal de Caraguatatuba