- Foto: Divulgação

Saúde

Vigilância em Saúde de Ubatuba reforça combate ao Aedes aegypti

Mais de 32 mil imóveis foram vistoriados desde o início do ano

Por: Redação
May 30, 2020, 7 a.m.

 

A Vigilância em Saúde de Ubatuba divulgou informe sobre as ações de monitoramento e eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e de outras arboviroses como a chikungunya, a zika e a febre amarela.

Segundo o boletim epidemiológico de 26 de maio, de um total de 1.100 casos suspeitos de dengue, 141 foram confirmados, 517 foram descartados e 442 aguardam resultado de exame. O boletim é atualizado semanalmente e fica disponível na página da Vigilância em Saúde na internet: https://www.ubatuba.sp.gov.br/administracao-direta/sms/vigilancia-em-saude/

As ações para evitar a proliferação do mosquito se focam sobretudo na eliminação de possíveis criadouros. Desde o início do ano, por meio da divisão de controle de endemias da Vigilância Ambiental, foram vistoriados 32.797 imóveis. Desse total, 4.494 foram tratados com aplicação de larvicida e inseticida, realizada em um raio de até 500 metros do local da confirmação de casos.

O ambiente da casa é onde se encontra o maior número de criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. Por isso, é importante verificar regularmente itens que possam acumular água parada para evitar que o mosquito se prolifere.

 

Ações necessárias

 - Manter lixeiras tampadas e protegidas de chuvas

 - Lavar bebedouros e potes de ração animal pelo menos duas vezes por semana

 - Verificar suportes de garrafão de água mineral, coletores de água da geladeira e de ar-condicionado e até porta escova de dentes

 - Guardar garrafas, potes e baldes em locais cobertos com a boca para baixo

 - Limpar as calhas regularmente para remover folhas que impeçam a passagem da água

 - Manter as lajes sempre secas, não deixe água se acumular

 - Consertar e nivelar imperfeições em pisos e locais que possam acumular água

 - Objetos como pneus, tampinhas, copos descartáveis e outros itens que acumulam água devem ser embalados em um saco plástico e mantidos em lugares cobertos para evitar o acúmulo de água da chuva

 - Colocar areia até a borda em pratinhos de vasos de plantas, verifique sempre ralos internos e externos, privadas e caixas d’água

Fonte: Secretaria de Comunicação / PMU