- Foto: Divulgação / PMC

Caraguatatuba

Caraguatatuba atende cerca de 600 pessoas em situação de rua na pandemia da Covid-19

Por: Redação
May 29, 2020, 7 a.m.

 

A Prefeitura de Caraguatatuba, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania, realiza desde 2017, a campanha permanente “Não dê esmola, dê futuro”. O objetivo é orientar a população local, temporária e as instituições sociais para que ajude, mas também encaminhe para Casa Transitória ou acione as equipes de abordagem.
Neste momento de pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e com a baixa temperatura, esse público fica ainda mais vulnerável. Na Casa Transitória, a equipe fará uma avaliação para fornecimento de passagem de retorno à cidade de origem, alimentação completa, asseio, acompanhamento multiprofissional, além de tentativas de reintegração à sociedade. Se houver necessidade, encaminhamento para internação e ainda a regularização de documentos e benefícios.
As equipes de abordagem são compostas por educadores sociais que percorrem a cidade, de segunda à sexta-feira, das 8h às 22h, e aos sábados, domingos e feriados em horários alternados. Quando a situação envolver brigas, ameaças, atos de vandalismo ou qualquer tipo de violência, a orientação é acionar imediatamente a Polícia Militar no telefone 190.
Desde o início da pandemia da Covid-19, de março a maio, quase 600 atendimentos foram realizados com pessoas em situação de rua, desses, 510 foram de abordagens pela cidade e 82 por demanda espontânea diretamente no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas); 21 pessoas foram encaminhadas à Casa Transitória.
Ao deparar-se com pessoas em situação de rua, o cidadão ou entidade que deseja ajudar deve entrar em contato com as equipes da Casa Transitória ou do Creas que tomarão as devidas providências.
Casa Transitória - Rua: Banco Itaú, 202 – Porto Novo | Telefone: (12) 3887-6287
CREAS – Rua: Senador Feijó, 165 – Jardim Aruan | Telefone: (12) 3882-5236

Fonte: Prefeitura Municipal de Caraguatatuba