Novembro Azul é um movimento mundial que acontece durante o mês de novembro para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata. - Foto: Divulgação / PMC

Caraguatatuba

Caraguatatuba promove ações de alerta contra o câncer de próstata no Novembro Azul

O Novembro Azul também levará palestras e ações em outros pontos da cidade.

Por: Redação
Oct. 31, 2019, 7 a.m.

 

Novembro Azul é um movimento mundial que acontece durante o mês de novembro para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata. A doença é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens brasileiros.

Para alertar sobre a importância dos homens cuidarem da saúde, a Prefeitura de Caraguatatuba, por meio da Secretaria de Saúde, desenvolveu uma campanha especial para todo o mês.

Unidades Básicas de Saúde (UBS) do Perequê-Mirim, Sumaré e Jetuba estarão em passeata para divulgação da campanha na segunda-feira (08/11), com saída às 14h da frente de cada unidade.

As UBSs Ademir Reis, Porto Novo, Morro do Algodão, Tinga, Jaraguazinho, Casa Branca, Tabatinga e Massaguaçu também terão uma programação toda especial e diferenciada voltada aos homens durante o mês inteiro. Confira a agenda completa do Novembro Azul no site da prefeitura: www.caraguatatuba.sp.gov.br.

O Novembro Azul também levará palestras e ações em outros pontos da cidade. A equipe da UBS Ademir Reis estará presente na Casa de Recuperação, nos dias 7 e 21/11, com grupos educativos voltados orientação e prevenção contra o Câncer de Próstata e a Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST). No dia 7, o encontro acontece às 9h com a primeira temática e no dia 21 a partir das 14h com os grupos DST.

No dia 18 de novembro, a Subprefeitura da região Sul recebe a equipe da UBS Massaguaçu, às 14h, com palestra e roda de conversa sobre a prevenção contra o câncer de próstata.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), em 2018, surgiram mais de 68 mil novos casos da doença. Entre as maiores vítimas, estão homens a partir dos 50 anos, além de pessoas com presença da doença em parentes de primeiro grau, como pai, irmão ou filho.

Fonte: Prefeitura Municipal de Caraguatatuba