Ilhabela

Semana Lixo Zero começa nesta sexta-feira em Ilhabela

Movimento nacional desperta consciência para gestão de resíduos e economia circular

Por: Redação
Oct. 18, 2019, 7 a.m.

A Semana Lixo Zero Ilhabela terá início nesta sexta-feira (18), com uma rodada de palestras a partir das 13h30, no auditório do Paço Municipal. Serão discutidos temas como políticas públicas em prol da compostagem e do lixo zero, compostagem em grandes geradores e o impacto nas mudanças climáticas, combate do lixo nos oceanos e desenvolvimento sustentável.

A Semana Lixo Zero está em mais de 100 cidades brasileiras com ações de conscientização sobre a gestão do lixo. Em Ilhabela o evento é organizado pela Flow Desenvolvimento Sustentável e Consciente em parceria com o Instituto Lixo Zero (ILZ) e tem apoio da Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Meio Ambiente. “Devemos criar e adquirir novos hábitos para colaborar com a preservação do meio ambiente. A maior parte do lixo que produzimos é transportado para um aterro em outra cidade, o que gera um alto custo ao município, que já vem tomando medidas como as compostagens nas escolas e no hospital e a instalação de bituqueiras por toda cidade”, declarou a prefeita Maria das Graças Ferreira, a Gracinha.

As mobilizações durante toda a semana pretendem mostrar para a sociedade que é preciso estabelecer uma nova forma de se relacionar com os resíduos, buscando alternativas e técnicas sustentáveis tanto do ponto de vista ambiental como da economia.

“O resíduo se torna lixo a partir do momento em que ele é misturado. Quando ele é separado nas três frações, orgânicos, recicláveis e rejeitos são considerados resíduos. Por isso falamos em lixo zero. Permitir a destinação final ambientalmente adequada para cada tipo agrega valor ao material, incentivando a economia circular”, explicam os organizadores Tatiana Araújo, Samuel Costa e Fernanda Frediani.

Os palestrantes irão trazer suas experiências sobre práticas que deram certo em outras cidades e que podem ser adotadas em Ilhabela. O coordenador urbano do Centro de Estudos e Promoção da Agricultura de Grupo (Ong Cepagro), Júlio Maestri, vai falar sobre gestão comunitária de resíduos orgânicos e agricultura urbana inspirado no projeto “Revolução dos Baldinhos” realizado em Florianópolis/SC, com reaplicações em Macaíba/RN, Taubaté/SP e Sorocaba/SP e Foz do Iguaçu/PR.

A data de 18 de outubro também vai marcar o início da campanha “Diga não ao plástico” com a entrega de copos reutilizáveis aos funcionários públicos e recolhimento dos copos descartáveis.

A programação da semana também conta com oficinas de compostagem e permacultura, mutirão de limpeza no mangue, roda de conversa, cinema ao ar livre, ação de limpeza subaquática e muitas outras ações voltadas para a conscientização do conceito lixo zero.

As palestras de sexta-feira (18/10) e as rodas de conversa no Salão da Igreja Matriz, na Vila dia 25 de outubro, a partir das 19h, terão tradução simultânea em Libras (Linguagem Brasileira de Sinais).

Confira a programação do dia 18 de outubro.

10h – Campanha diga não ao plástico

13h30 – Abertura Semana Lixo Zero – Auditório do Paço Municipal

14h – Rafael Galvão – “Gestão dos pátios de compostagem da cidade de São Paulo”

Coordenador do Núcleo de Resíduos Orgânicos da Autoridade de Limpeza Urbana – AMLURB, da cidade de São Paulo, Rafael é graduado em engenharia agronômica pela Universidade de São Paulo especialista em perícia, auditoria e gestão ambiental e mestre em Cidades Inteligentes e Sustentáveis.

14h30 – Júlio César Maestri – “Tecnologia social de gestão comunitária de resíduos orgânicos e agricultura urbana”

Júlio vai falar sobre gestão comunitária de resíduos orgânicos e agricultura urbana, inspirado no projeto Revolução dos Baldinhos realizado em Florianópolis/SC com reaplicações em Macaíba/RN, Taubaté e Sorocaba/SP e Foz do Iguaçu/PR.

O palestrante é um dos autores do livro “Guia de Atividades Educando com a Horta” que está em processo de publicação, além de mestrando no programa de pós-graduação em Educação, linha Suped – sujeitos, processos educativos e docência na Universidade Federal de Santa Catarina.

15h – Victor Hugo – “Compostagem e mudanças climáticas: uma ferramenta frente a emergência climática”

Engenheiro Ambiental e mestre em Ciência e Tecnologia Ambiental, Victor Hugo atua na Morada da Floresta desenvolvendo projetos e estratégias de economia circular de resíduos orgânicos em cidades e empresas por meio da compostagem, além de ser integrante do Núcleo de Estudos em Agroecologia da Universidade Federal do ABC (UFABC).

15h30 – Antônio Storel – “Compostagem dos resíduos orgânicos de grandes geradores”

Antônio é mestre em Economia do Meio Ambiente, fundador da Humusweb e consultor em Gestão Sistêmica de Resíduos Orgânicos. Foi coordenador de Resíduos Orgânicos na Prefeitura de São Paulo de 2013 a 2016, responsável pelos Projetos Composta São Paulo (Minhocários) e Feiras & Jardins Sustentáveis (Pátios de Compostagem de Resíduos de Feiras e Podas), além de conselheiro técnico do Instituto Ecozinha que congrega 73 restaurantes em Brasília-DF.

16h30 – Vereador Pedrão – “Combate ao plástico nos oceanos”

Pedro de Assis Silvestre, o vereador Pedrão, propôs e aprovou a Lei Complementar dentro do Código de Posturas do município de Florianópolis contra o descarte indevido de santinhos políticos em período eleitoral; propôs o projeto de lei referente à compras sustentáveis dentro da administração pública; projeto de resolução que proíbe a Câmara Municipal de Florianópolis a comprar materiais plásticos de uso único; projeto que substitui as sacolas oxibiodegradáveis por biodegradáveis; projeto de lei que institui a “Política Municipal Lixo Zero em Florianópolis”.

17h – Marcio Gerba – “Uma visão holística sobre a preservação dos oceanos”

Márcio Gerba é produtor e diretor de cinema, surfista, ambientalista, publicitário e cofundador do Route Brasil (Projeto de Educação Ambiental). Dedicou os últimos 10 anos de sua vida em prol da preservação e conservação dos oceanos, palestrando e desenvolvendo campanhas.

17h30 – Nina Orlow – “Agenda 2030 e os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável”

Nina é arquiteta e urbanista pós-graduada em Construções Sustentáveis. Sua palestra vai abordar a Agenda 2030 e as Políticas a serem implementadas sob o marco dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. A Agenda 2030 é um plano de ação assinado por 193 países para erradicar a pobreza, proteger o planeta e garantir que as pessoas alcancem a paz e a prosperidade. O documento, que foi construído durante um encontro de líderes mundiais, em setembro de 2015 na sede da ONU, em Nova York, também estipula metas para o cumprimento de cada um dos objetivos.

 

Serviço

Abertura Semana Lixo Zero

Data: 18/10, às 13h30

Local: Auditório do Paço Municipal (Rua Benedito Guerra do Amaral – Perequê)

Tradução simultânea em Libras

Fonte: Prefeitura de Ilhabela